In late, out early

Ainda tentando escrever algumas cenas para o meu livro me deparei com algumas dificuldades em passar o que era importante sem me tornar cansativa. Como sempre, corri para internet e comecei meu longo e solitário trabalho de garimpo. Tinha que haver alguma coisa que pudesse me ajudar a fazer minhas cenas mais fluidas, mais eficientes. E o que achei foi essa frase:

Entre na cena atrasado e saia da cena cedo (mais conhecido em inglês como “in late, out early”).

Isso mudou completamente a forma que eu vinha escrevendo, e pra melhor, espero! Segue abaixo um pequeno texto traduzido livremente por mim (com a ajuda do tradutor do google, é claro!). Esse texto foi escrito por Roxane Sherwood e o original pode ser encontrado no endereço: http://thewritingroad.blogspot.com/2009/07/get-in-late-get-out-early.html

Um dos melhores conselhos sobre escrever – “Entre (na cena) atrasado, saia (da cena) cedo” – é oferecido por David Mamet, um escritor, ensaísta, dramaturgo, roteirista e diretor de cinema em seu livro, sobre direção de cinema.
Um erro que novos escritores freqüentemente cometem é começar a cena no início (que Maria von Trapp disse que é um “lugar muito bom para começar”, mas só se você estiver aprendendo a cantar), o que não é uma boa idéia se você está tentando escrever uma historia atrativa.
Eles costumam tentar justificar a sua razão para começar devagar, mas você só tem cinco páginas – se é que tem! – para convencer um editor a continuar lendo seu manuscrito. Você tem que agarrar o leitor pela gola e assegurar que ele se importa com o seu personagem e precisa descobrir o que acontece em seguida em seu enredo.
Preste atenção na próxima vez que você assistir a um filme ou programa de televisão. Eles não desperdiçam muito tempo abrindo e fechando portas. Para escrever ficção fascinante:
1.  Inicie sua cena no meio da ação.
2. Termine a cena com um gancho (Eu prefiro um pouco de diálogo enérgico, quando possível).
Muitos autores publicados tiveram que omitir o prólogo de seus livros, quando eles nao funcionavam para a historia. Soube de um editor que disse a outro autor que sua história começou realmente no capítulo três, então ele teve que apagar os dois primeiros capítulos de sua novela. Editores exortam os escritores a olhar criticamente o seu primeiro capítulo. Ele é necessário? Será que a história começa com um gancho rápido ou com uma construção mais lenta? Experimente omitir o primeiro capítulo para decidir se ele faz a história mais forte. Considere cuidadosamente onde a sua história realmente começa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s