O conto

  CONTO

Estrutura do Conto

1 – Unidade dramática
2 – Unidade de tempo
3 – Unidade de espaço
4 – Número reduzido de personagens
5 – Diálogo dominante
6 – Descrição e narração (tendem a anular-se)
7 – Dissertação (praticamente ausente)

CONTO – História completa e fechada como um ovo. É uma célula dramática, um só conflito, uma só ação. A narrativa passiva de ampliar-se não é conto.
Poucas são as personagens em decorrência das unidades de ação, tempo e lugar. Ainda em conseqüência das unidades que governam a estrutura do conto, as personagens tendem a ser estáticas, porque as surpreende no instante climático de sua existência. O contista as imobiliza no tempo, no espaço e na personalidade (apenas uma faceta de seu caráter).
O conto se semelha a uma tela em que se fixasse o ápice de uma situação humana.
ESTRUTURA – É essencialmente objetivo, horizontal e narrado em 3ª pessoa. Foge do introspectivismo para a realidade viva, presente, concreta.
Divagações são escusadas. Breve história. Todas as palavras hão de ser suficientes e necessárias e devem convergir para o mesmo alvo. O dado imaginativo se sobrepõe ao dado observado. A imaginação, necessariamente presente, é que vai conferir à obra o caráter estético. Jamais se perde no vago. Prende –se à realidade concreta. Daí nasce o realismo, a semelhança com a vida.
LINGUAGEM – Objetiva; utilizar metáforas de imediata compreensão para o leitor; despe –se de abstrações e da preocupação com o rebuscamento.
O conto desconhece alçapões subterrâneos ou segundas intenções. Os fatos devem estar presentes e predominantes. Ação antes da intenção.
Dentre os componentes da linguagem do conto, o dialógo é o mais importante de todos. Está em primeiro lugar; por dramático, deve ser tanto quanto possível dialogado.
Os conflitos, os dramas residem na fala das pessoas, nas palavras ditas, não no resto. Sem diálogos não há discórdia, desavença ou mal – entendido e, sem isso, não há conflito e nem ação.
As palavras como signos de sentimentos, de idéias, emoções, podem construir ou destruir. Sem diálogo torna –se impossível qualquer forma completa de comunicação. A música e a dança transmitem parcialmente tudo o que o homem sente ou pensa. O meio ideal de comunicação é a palavra, sobretudo na forma de diálogo.
O diálogo é a base expressiva do conto: diálogo direto, indireto e interior.
No conto, predomina o diálogo direto que permite uma comunicação imediata entre o leitor e a narrativa.
Se usado diálogo indireto em excesso, o conto falha ou é de estreante.
Diálogo interior: trata –se de um requintado expediente formal, de complexo e difícil manuseio.
Outro expediente lingüístico é a narração, que deve aparecer em quantidade reduzida, proporcional ao diálogo.
Os escritores neófitos ou inexperientes usam e abusam da narração, por ser um recurso fácil, que prescinde das exigências próprias do diálogo. É um recurso que tende a zero no conto.
A descrição ocupa semelhante lugar na estrutura do conto. Está fora de cogitação o desenho acabado das figuras. Ao contrário, o conto não se preocupa em erguer um retrato completo das personagens, mas centram –se nos conflitos entre as personagens.
A descrição da natureza, ou do ambiente, ocupa ainda mais modesto, pois o drama expresso pelo diálogo, dispensa o cenário. O drama mora nas pessoas, não nas coisas e nem na roupagem.
A descrição completa-se com 2 ou 3 notas singelas, apenas para situar o conflito no espaço.
TRAMA – Linear, objetiva. A cronologia do conto é a relógio, de modo que o leitor vê os fatos se sucederem numa continuidade semelhante à vida real.
O conto, ao começar, já está próximo do epílogo. A precipitação domina o conto desde a primeira linha.
No conto, a ação caminha claramente à frente. Todavia, como na vida real, que pretende espelhar, de um momento para o outro deflagra o estopim e o drama explode imprevistamente. A grande força do conto e o calvário dos contistas consiste no jogo narrativo para prender o interesse do leitor até desenlace, que é, regra geral, um enigma.
O final enigmático deve surpreender o leitor, deixar – lhe uma semente de meditação ou de pasmo perante a nova situação conhecida.
A vida continua e o conto se fecha inseqüente.
Casos há em que o enigma vem diluindo no decorrer do conto. Neste caso ele se aproxima da crônica ou corresponde a episódio de romance.
FOCO NARRATIVO – 1ª e 3ª pessoas. O conto transmite uma única impressão ao leitor.
Começo e epílogo: O epílogo do conto é o clímax da história. Enigmático por excelência, deve surpreender o leitor.
O contista deve estar preocupado com o começo, pois das primeiras linhas depende o futuro do resto, do que terminar.
O começo está próximo do fim. E o contista não pode perder tempo com delongas que enfastiam o leitor, interessado no âmago da história.
O início é a grande escolha. O contista deve saber como começar, o romancista.
A posição do leitor diante do conto é de quem deseja, às pressas, desentediar – se. Ele procura no conto o desenfado e o deslumbramento perante o talento que coloca em reduzidas páginas tanta humanidade em chama.
O contista sacrifica tudo quanto possa perturbar a idéia de completude e unidade.

CONCLUSÃO

A narrativa passível de ampliar-se ou adaptar-se a esquema diversos, ainda que o seu autor a considere, impropriamente, não pode ser classificada de conto.

9 pensamentos sobre “O conto

  1. Oi Fenix ! Estou deixando esse recado agradecendo muito, mas muito mesmo, pois esse blog me ajudou em varios pontos.
    Tenho muita criatividade, tenho vontade de escrever um romance de fantasia que por enquanto só esta na minha cabeça, porem cometi erros na minha infacia que agora ta me dando um trabalhão. Quer saber qual? Não prestei muita atenção nas aulas de portuguê e agora to sentindo as consequência. Completei os estudos sem repetencia. Hoje tenho 21 ano, ainda assim tenho muita insegurança em escrever. Faz mais ou menos 4 anos que adiquiri o verdadeiro habito da leitura ( que me ajudou bastente! ) e desde então me apaixonei por livros. Principalmente de ” contos de Fada “. Já li Senhor do Anéis, Crônicas de Narnia, Harry Potter, etc. Minha inspiração vem desses autores e vários outros. Será que o meu caso tem geito? Por favor me mande um e-mail respondendo. Quero acompanhar seu trabalho e aprender com você.
    Mais uma vez obrigado!

    Ps: Me descupe se o meu comentário foi incoveniente. É a primeira vez que entro em um blog. estou em busca de apredizado e conselho.

    • Olá Willian, que bom que encontrou o blog. Realmente o seu comentário é o que mais me motiva a continuar. Não deixe que essas dificuldades o impeçam de escrever. Infelizmente o ensino público do país não é dos melhores e muita gente acaba o ensino médio sem saber ler e escrever de forma satisfatória. Será que o seu caso tem jeito? É claro que tem! Como? Lendo muito e escrevendo mais ainda. Você não precisa de mostrar seus textos a ninguém antes de revisá-los então pra quê tanta insegurança? Escreva. Se tiver duvidas quanto grafia das palavras é só olhar num dicionário. Eu uso o Michaelis online no endereço http://michaelis.uol.com.br/ é facil de usar e eu não preciso sair da frente do computador. Acho que você está no caminho certo procurando melhorar sua escrita e lendo os autores mais importantes dentro do genero que gosta. No meio tempo você pode ir escrevendo contos das ideias e dos personagens que forem surgindo na sua mente. E no que for possível, pode contar comigo. Estou sempre online.
      Bjus da Barts.

  2. Valeu pelo conselho Fenix!!! E pode ter certeza que vou continuar sim. Apesar das dificudades.
    sabe, oque me desanima um pouco? É o fato de eu não ter um computador em casa, pois com um seria bem mais fácil. As vezes eu começo a escrever o meu romance e quando ja escrevi bastante, acabo percebendo que precisa tirar alguma coisa e acrescentar outra. Isso me desanima um pouco e me anima também, pois é um sinal de que estou concentrado. Graças a Deus eu tenho o meu trabalho e ganho dinheiro o sufuciente que dá pra mim vim aqui na lan house e pesquizar um pouco.
    Ainda bém que encontrei o seu blog!!
    Sempre vou estar aqui te bombardeando de perguntas e pedindo conselhos ^^ rsrsrrsrs
    Se isso não te incomodar é claro.
    Abraços!

    • Eu simplesmente amo quando deixam comentários no blog! Gostaria que mais gente comentasse. De forma alguma pense que isso me incomoda. Fique firme e não desista. Além de escrever ser um prazer é também uma ferramenta poderosa de transformação social. Um livro pode mudar uma vida! Não só a vida de quem lê, mas também a vida de quem escreve.
      Bjus da Barts.

  3. oi Fenix !
    Hoje estou meio perdido aqui no seu blog. O problema é que eu deixo muitas perguntas em vários topicos e depois não consigo encontrar onde deixei as perguntas pra ver a sua resposta. Dias atraz eu deixem um comentario em um dos seus tópicos comentando sobre personagens pricipal, e se era possovel colocar mais de um personagem principal e etc…
    Você me respondeu e depois eu viz outra pergunta sobre maneira de escrever de J. R. R. tolkien e de C. S. Lewis.
    Eu não estou encontrando ! pode me dar uma ajudinha? ^^
    Obrigado Abraços !!!
    OBS: Depois de ter lido o seu blog, minha mente ficou mais aberta e receptiva para escrever e criar. São tantas coisas que me embraçava e que agora estou mais livre…
    =*

    • Olá Willian;
      Na verdade eu não respondi esse post porque sua pergunta não foi muito clara. E pensando bem acho que vou ficar te devendo essa resposta até porque não li toda a obra de J.R.R Tolkien e de C.S. Lewis apenas vi o filme. Eu já até comentei em outro post que apesar de gostar de fantasia descobri que lí muito pouco desse gênero. Mas quem sabe consigo algum convidado especial para falar do assunto?
      Bjus da Barts.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s