Enredos e Sub-enredos by Dan Wells

ENREDOS E SUB-ENREDOS
Descobri mais uma coisa importantíssima na palestra de Dan Wells que parece que vai dar nova vida ao meu projeto “A Vila”. As pessoas sempre me perguntam se desisti de escrever esse projeto ou se ainda trabalho nele e tals. “A Vila” é a menina dos meus olhos porque foi o meu primeiro projeto. Entretanto isso não significa que ele seja o meu melhor trabalho pois nessa época eu não sabia nem como começar. Desde então eu vivo a mexer nele mas sem conseguir terminá-lo. Já faz mais de três anos que o iniciei e parece que não vou chegar ao fim tão cedo. Então é isso, o projeto tá completamente parado porque eu coloquei tanta coisa na história que fiquei confusa e minha cabeça deu um verdadeiro nó. Eu simplesmente não conseguia escrever nada que fosse relacionado a esse projeto. Até ontem. Ontem eu assisti a palestra de Dan mais uma vez e ai descobri uma coisa que me ajudou muito a retomar esse projeto.
Como vocês podem ter observado no post anterior sobre esse vídeo que traduzi, a proposta que mais me chamou atenção foi o sistema de sete pontos, que ajuda ao escritor novato a estruturar bem sua historia. Mas têm outras preciosidades no video que só captei assistindo ontem, pela milésima vez.
Depois de explicar o sistema de sete pontos Dan começa a falar que esse sistema pode ser usado para qualquer tipo de historia (terror, romance, jornada do herói etc), seja em tamanho (conto, novela, romance). Daí ele explica como usar em historias mais longas, como um romance. Nessas historias precisamos de vários enredos e sub-enredos para capturarmos a atenção do leitor e também para escrever uma boa historia. É ai que me encontro em “A Vila”. Eu tenho vários enredos e sub-enredos, mas como gerenciá-los?  O que parece fácil quando falado não é tão fácil assim quando você arregaça as mangas pra realizá-lo. O exemplo utilizado foi o filme “Matrix”. A fórmula para sair desse emaranhado que enfiei nem é tão difícil assim, basta separar cada enredo da história e utilizar o sistema de sete pontos neles. Olhem o exemplo abaixo e vejam como é fácil:

AÇÃO PERSONAGEM ROMANCE TRAIÇÃO
HOOK Neo é um Zé Ninguém Neo é um Zé Ninguém Neo está solteiro Cypher é amigo deles
PLOT TURN 1 Ele descobre a Matrix Morpheus conta a Neo que ele é o escolhido Neo conhece Trinity Cypher faz uma negociação com os agentes
PINCH 1 Agentes o sequestram Ele é o cara novo do grupo que não consegue fazer nada. Trinity não está interessada em Neo O grupo descobre uma visita não autorizada à Matrix
MIDPOINT Neo escapa da Matrix Neo conhece o Oráculo Neo se apaixona por Trinity Cypher conta aos agentes aonde eles estão
PINCH 2 Morpheus é capturado O Oráculo diz que ele não é o escolhido Trinity não se abre pra ele, Neo acha que ela gosta de outro Neo percebe a emboscada e eles tentam escapar
PLOT TURN 2 Neo se torna o escolhido Neo descobre que a força está dentro dele Neo arrica a vida para salvar Trinity e Morpheus Cypher ataca no mundo real
RESOLUTION Neo vence os agentes Neo se torna o escolhido Trinity se apaixona por Neo Cypher trai Morpheus e mata o grupo.

É lógico que essa é a visão de Dan da estrutura da historia. Eu assisti a esse filme diversas vezes mas já faz tempo, então eu não me lembro direito.
Então, feito isso, temos que trançar todos esses enredos em um só, espalhando bem os eventos para termos um bom ritmo e juntando alguns eventos em uma única cena para termos momentos poderosos e inesquecíveis na historia. Esses momentos inesquecíveis, essas cenas fortes que ficam na nossa memória não acontecem por acaso (como eu era bobinha!), eles são construídos juntando vários eventos importantes de plots diferentes para que aconteçam na mesma cena. É isso que faz a cena ser uma cena forte e inesquecível! Olhem o exemplo abaixo e vejam como deve ficar a estrutura da sua historia. os eventos que estão na mesma linha são os que acontecem na mesma hora. Isso que significa trançar todos os enredos em um só. Essas cenas que mais de um evento acontecem são as grandes cenas da sua historia.

AÇÃO PERSONAGEM ROMANCE TRAIÇÃO
Prólogo
Neo é um Zé Ninguém Neo é um Zé Ninguém Neo está solteiro
Neo descobre a Matrix Neo conhece Trinity
Agentes sequestram Neo
Morpheu diz a Neo que ele é o escolhido Ele conhece Cypher

Dessa forma você vai mesclando todos os seus enredos e assim constrói sua história. Não é maravilhoso? Parece que uma luz se acendeu no meio do caos que está “A Vila”. Não sei se pra vocês vai significar tanto quanto pra mim. Estou trabalhando com vontade nesse esquema que vai tirar a menina dos meus olhos do fundo do poço. Estou muito empolgada e na expectativa de que em breve vou completar meu primeiro livro.
Bjus da Barts.

2 pensamentos sobre “Enredos e Sub-enredos by Dan Wells

  1. É bem interessante a técnica e mais interessante ainda é que fica a dica para aqueles que estão com o mesmo problema que você, quem sabe eles também não conseguem endireitar o caminho?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s